LPF - Laboratório de Produtos Florestais - Notícias

Notícias

LPF ministra curso de capacitação em metodologias de identificação de madeiras tropicais para países membros da OTCA pelo Projeto BIOAMAZÔNIA

Por: Alexandre B. Gontijo e Tereza C. M. Pastore Técnicos representando os oito países membros da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) – Brasil, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Equador, Peru, Suriname e Venezuela - participaram do curso de capacitação que foi realizado em maio, em Brasília. Também compareceram ao treinamento, dois representantes da Guatemala, patrocinados pelo Projeto NIRS ID do Programa CITES de Espécies Arbóreas – CTSP Program. O Projeto BIOAMAZÔNIA da OTCA  e o Laboratório de Produtos Florestais (LPF) do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), em parceria,  realizaram o curso “Metodologias de Identificação de Madeiras Tropicais”, entre os dias 09 a 13 de maio, nas instalações do Observatório Regional da Amazônia – ORA da OTCA. O curso disponibilizou informações técnicas a profissionais ambientais para a identificação de espécies madeireiras, fornecendo-lhes conhecimentos úteis em diversas áreas de atuação como fiscalização, exportação, gestão florestal, autorização de recursos florestais e outros. Atualmente, um dos principais desafios para a preservação das florestas na América do Sul é a capacidade de controlar a exploração, transporte e comércio de espécies produtoras de madeira. A crescente demanda por este produto florestal intensificou a pressão sobre as espécies-chave, impactando significativamente a estrutura das florestas, principalmente as na Região Amazônica. Nesse sentido, é de extrema importância o desenvolvimento de novas técnicas e ferramentas para realizar esse controle efetivamente e alcançar a sustentabilidade necessária. Público-Alvo Trinta participantes participaram do curso presencial em Brasília, dos quais dezesseis eram representantes técnicos dos países membros da OTCA. Também participaram técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), do Laboratório de Produtos Florestais (LPF), da Polícia Federal (PF) e da Universidade de Brasília (UnB), além de consultores do Projeto NIRS ID e de técnicos da OTCA. Este treinamento foi ministrado dentro das ações do Projeto BIOAMAZÔNIA para fortalecer as ferramentas desenvolvidas pelo LPF para o controle e identificação de espécies madeireiras e foi também uma oportunidade para compartilhar experiências e fortalecer parcerias entre governos e órgãos de pesquisa e controle dos países membros da OTCA. O curso incluiu atividades teóricas e práticas, ministrado por técnicos do LPF, juntamente com as contribuições de oradores convidados. Além de adquirir conhecimentos sobre a metodologia convencional de identificação anatômica de madeira e da chave eletrônica auxiliar, outras técnicas em desenvolvimento como a espectroscopia de massa aplicada à identificação, uso de isótopos estáveis para rastreabilidade, Deep Learning aplicado à identificação por algoritmos de seleção de imagens, Tecnologia NIRS (espectroscopia de infravermelho próximo) e equipamentos. Os participantes visitaram as instalações do Laboratório de Produtos Florestais e, entre outros debates, destacaram a importância da formação de redes de pesquisadores e da criação de ferramentas de uso regional no combate ao desmatamento ilegal.        Crédito: Banco de Imagens LPF

LPF lança nova versão da Chave eletrônica de Madeiras Comerciais do Brasil em português e inglês com acesso livre (Versão Expandida LUCID)

A versão anterior da Chave rodava no programa Delta, que tinha que ser instalado em cada máquina, e dispunha de 157 espécies. A nova chave é bilingue (português e inglês) e possui 275...

Prêmio Madeiras Alternativas promovido pelo LPF terá Julgamento da 2a. Etapa de 24-25 de Janeiro de 2022

Você sabia que o Laboratório de Produtos Florestais (LPF) é responsável pela premiação do evento chamado Prêmio Madeiras Alternativas?    O Serviço Florestal Brasileiro...

Prêmio MADEIRAS ALTERNATIVAS 2021/2022, promovido em parceria entre o LPF e o Salão Design, apresenta a peça vencedora

A designer Maria Dalila Bohrer, de Porto Alegre/RS, foi a vencedora do Prêmio MADEIRAS ALTERNATIVAS de 2021/22, Prêmio este promovido em parceria entre o Salão Design e o Laboratório...

LPF participou do 2º. Agrolab Amazônia

O Laboratório de Produtos Florestais do Serviço Florestal Brasileiro participou do Conecta Sebrae - 2º. Agrolab Amazônia, feira de exposições e palestras virtual sobre a região...

Página 1 de 6